quarta-feira, 21 de setembro de 2011

É dia 21

É teu aniversário e eu aqui, duas horas pensando no que dizer. Mas tudo bem que só é o décimo aniversário desde que te conheço. Que é quase uma vida. Que é metade da sua, falando nisso. E acho que quanto mais você conhece alguém, menos você tem pra dizer. Porque quase que não precisa, tá tudo mais ou menos dito.

E também porque o que eu diria aqui não faria sentido pra mais ninguém e nem teria a mesma graça. Das nossas histórias só a gente viveu, só a gente sabe como foi.

Também acho essa coisa de ficar falando de amizade meio brega e sentimental demais. Que nossa amizade não tem nada de brega, que a gente mais ri do que qualquer outra coisa. E se alguma coisa deprime uma a outra já dá um jeito de fazer nascer umas risadas.

Aniversário dos outros tem dessas de fazer você pensar em quanto alguém é importante e eu penso isso o tempo todo. E a partir de hoje vai saber que toda vez que a gente estiver com nossos amigos num Burger King 24 horas rindo das histórias de colégio, ou num churrasco muito louco com um monte de gente que a gente não conhece, ou numa maratona de filmes do Harry dizendo todas as falas em inglês, ou num show de alguém que a gente nem gosta tanto assim, ou mesmo nessas briguinhas idiotas que a gente tem às vezes, vai saber que eu vou estar pensando “Cara, que sorte eu tenho em ter uma amiga tipo a Yan”.

E que essa enrolação toda era só pra tentar dizer que eu quero que você seja tão e tão e tão e tão e tão e tão feliz que fica até meio difícil de explicar. Mas vai que daqui uns 30 anos você entende, quando a gente tiver rindo das histórias de agora. Porque eu espero que nem um milésimo dessa amizade se perca nesse tempo, que ainda tenha muitos aniversários e bolos de Kit Kat e München Fest ou qualquer outra coisa que a gente inventar.

Enfim, feliz aniversário! Que tudo, tudo mesmo saia como você planejar.

Vou estar aqui sempre que você precisar, você sabe. Te amo muito.

E enjoy your cake ;)


- O quanto vocês são amigas?

- Do nível que se ela matar alguém eu ajudo a esconder o corpo e não faço perguntas.

7 maldades alheias:

HONORATO,Sandro. disse...

Olá Lud :)
E ai como voce esta?
adorei o texto.
Bela homenagem.
Queria ter amigos assim como você >.<

Beijos

Rubi disse...

Ah, mas que texto bonito! Como eu sempre costumo dizer, quem tem amigos tem tudo. E realmente, quanto mais a gente conhece uma pessoa, menos nós temos a falar; torna-se cada vez mais difícil expressar algo.

Felidades à sua amiga.
Até mais!

Anônimo disse...

eeeeeeeeeeeeeeeeeeee te amooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooo bfffffffffffffff 'forever'

ass yan

Karin disse...

aaaaaaaaaaaaaaaaaah que lindo *-*

♥MáH♥ disse...

Que lindo. Amizades verdadeiras assim são essenciais.
parabéns para sua amiga.

Unknown disse...

Largou mão, foi? :)

Geni Laís disse...

oi! o blog http://genilais.blogspot.com.br/, que você acompanhava em 2010-2011, virou página! as atualizações estão no endereço https://www.facebook.com/dicionariopoetico/ :) espero poder te ver por lá também. abraço!

Postar um comentário

 
Copyright © But We Got Rain
Blogger Theme by BloggerThemes | Theme designed by Jakothan Sponsored by Internet Entrepreneur