sexta-feira, 23 de julho de 2010

Viva-voz

Esses dias eu recebi uma ligação da minha amiga Lisiane (ei, lisi, da um oi nos comentários aí!). Eu estava arrumando meu quarto. Então, pra não ter que interromper uma das ações, eu coloquei o telefone no viva-voz e continuei arrumando meu quarto.
Ninguém duvida que a tecnologia nos permite fazer várias coisas ao mesmo tempo. E não só porque podemos, mas porque PRECISAMOS fazer várias coisas. Andamos sempre tão ocupados com tantas coisas. Não só coisas importantes, mas nossas coisas. Por exemplo, estou agora escrevendo este post, conversando no msn, assistindo um episódio de BONES, carregando o próximo e esperando meu bolo assar.
O viva-voz (seguido pelo fone de ouvido, meu preferido) permitiu que falassemos ao telefone deixando nossas mãos livres. Isso significa um grande passo na evolução humana (não querendo defender nenhuma teoria e tal), já que observamos algo parecido há milhões de anos, quando nossos "parentes" primatas começaram a caminhar somente sobre os pés, deixando a mão livre para desenvolver instrumentos. E por aí vai. [se quer saber mais sobre isso, mas acho que você não vai querer, pesquisar sobre Vigotsky, desenvolvimento do pensamento humano, surgimento da consciência, trabalho e blá blá lá].
Há alguns anos atrás, na mesma situação do primeiro parágrafo, eu seria obrigada a segurar o telefone com o ombro, o que seria extremamente desconfortável!
Ok, acho que estão convencidos, certo? O viva-voz, assim como o microondas e tantas outras invenções, vieram pra mudar o mundo!
Mas o fator decisivo para evoluir intelectualmente apoderando-se de instrumentos está em saber quando empregar esses instrumentos. E usá-los corretamente. E chegamos onde eu queria!
Ontem fui até a biblioteca pública, e no ônibus uma menina falava ao celular, sentada, usando o viva-voz. No ônibus. Sentada. Viva-voz.
Era um nextel, porque tinha aquele barulhinho toda vez que você aperta o botão pra falar.
Sim, eu chequei, todo nextel pode ser usado normalmente, sem precisar estar no viva-voz. Todo nextel recebe mensagens, tem joguinhos, essas coisas de celulares normais. Eu não sei se o celular dela funcionava normalmente, mas acho que se seu celular só pode ser usado quando está no viva-voz, você talvez devesse escolher outro lugar para contar detalhes do seu ultimo date. Principalmente se você pretende levar mais do que 40 minutos nessa conversa. Sabe, vinte e oito outras pessoas podem não querer compartilhar dessa sua experiência.
E não me levem a mal, eu geralmente sou um pessoa bem tolerante com esse tipo de coisa, do contrário não teria assunto pra esse blog.
Na posibilidade remota de que a moça vá ler esse post (pff!) eu digo: Garota, não deixe a tecnologia trair você! Compre um fone de ouvido e mantenha seus segredos bem guardados! E não queria dizer nada, mas...Senti uma pontada de inveja na voz da sua amiga.
Brincadeira =)

fonte: http://www.nextel.com.br/nextelwebsite/como_funciona.aspx



"Aqui já passa das três, o dia está lindo, mas nem dez mil dias assim vão fazer passar a saudade que eu sinto".

6 maldades alheias:

Ana disse...

Pior que é verdade, tem gente que tem orgulho do Nextel e quer que td mundo veja. Tbm tem os que têm orgulho de ter mp3 no celular e obrigam tds do ônibus a ouvirem a msm porcaria de musica.

Roberson disse...

Já presenciei gente usando nextel no ônibus, mas o assunto era profissional... É como dizem nossos pais: "morro e não vejo tudo".

"Garota, não deixe a tecnologia trair você!", isso foi tão perfeito, Lud HAHAHAHA!!

Bom mesmo que existam pessoas sem noção, porque aí a Lud alegra nossos dias com seus posts grandiosos! =)

artur kenji disse...

não sei se com nextel tambem, mas percebe-se que quem fica ouvindo música no celular geralmente é pobre ou gordo e marginalizado... tenho a teoria de que essas pessoas fazem isso pra firmarem sua presença para os outros... mas essa do nextel é realmente bizarra!

Lisi disse...

Sempre tem esse povo que quer se aparecer! Vai ve é pobre e ganhou o nextel naquele diia mesmo!

Só marcando presença o/
;*

yan disse...

parei de ler

Dayane Pereira disse...

Ahh, como eu odeeeeio isso!
Qnd é musica alta entao. Da vontade de pedir educadamente pra pessoa se tocar! Pena eu não ser tão corajosa. rs

Postar um comentário

 
Copyright © But We Got Rain
Blogger Theme by BloggerThemes | Theme designed by Jakothan Sponsored by Internet Entrepreneur